MARIELLE FRANCO, ANO 1 DEPOIS DE SUA MORTE.

MARIELLE-FRANCO

Se as manifestações no Brasil e ao redor do mundo relacionadas a memória da vereadora Marielle Franco assassinada há uma ano é uma indicação de sua força política, podemos afirmar com toda certeza que o tiro saiu totalmente pela culatra. Se a intenção dos assassinos era esmagar a luta por uma sociedade brasileira mais justa e igualitária, as manifestações certamente confirmaram que o legado da ativista é bem mais forte do que seus algozes imaginavam.

Em Nova York duas instituições de ensino superior abriram suas portas para conferências sobre o que a ativista representava e seu legado.

Na Universidade Columbia dois importantes eventos marcaram as homenagens a Marielle. O primeiro deles aconteceu no Centro Lehman Para Estudos Brasileiros, onde participaram de uma conferência moderada  pela professôra de história Amy Chazkel, os panelistas Kendal Thomas, professor de Direito, o conferencista do departamento das culturas Ibérica e da América Latina, João Neri Neto e a acadêmica Marcia Tiburi autora do livro como Falar com um Facista. A acadêmica exilou-se em Nova York devido as ameaças de morte.

celebrando o legado de MF

Mulheres brasileiras celebrando o legado da ativista Marielle Franco 1 ano depois de sua morte.

O segundo evento aconteceu nas escadarias que da acesso a biblioteca da universidade. Este evento foi organizado por alunos brasileiros. O ato foi marcado  pela presença de mais de 50 alunos que se revezavam com o megafone falando sobre o significado do assassinato de Marielle Franco e sua luta por uma sociedade brasileira mais justa e sem racismo.

A universidade de Nova Nova York em conjunto com o coletivo Defenddemocracyinbrazil.org promoveu uma palestra: Marielle Franco – Seu Legado E  As Atuais Perseguições Dos Defensores Dos Direitos Humanos no Brasil.

Quem matou Marielle Franco

A pergunta que nao quer se calar: Quem matou Marielle Franco?

Todos estes eventos aconteceram na cidade mais importante dos Estados Unidos e a mais conhecida de todo o planeta. Mostrando assim o alcance e a influência da luta travada por Marielle. Uma luta diga-se de passagem travada também por milhões de mulheres vulneráveis ao redor do planeta.

Apesar dos discursos tentando colocar temas importantes como genêro e a identidade sexual na luta de Marielle Franco, a verdade é que sua agenda era encabeçada principalmente pelo empoderamento da mulher negra brasileira e o genocídio dos jovens negros epecialmente nas comunidades. Estas eram sem dúvida alguma suas principais pautas no país.

Para os mais céticos que seguem questionando qual é o legado deMarielle Franco com a única intenção de desqualificá-la, as manifestações/celebrações no dia 14 mostram que seu legado será mais duradouro do que estes azêmulas pensam. MARIELLE! PRESENTE!

 

 

CINEMA – A MONTANHA DOS SETE ABUTRES

Ace In the Hole

A Montanha Dos Sete Abutres com Kirk Douglas e Jan Sterling

Quando o ganancioso e alcólatra jornalista Chuck Tatum (Kirk Douglas) está a caminho  para cobrir uma história banal para o jornal de Albuquerque no Novo México, ele dá de cara com uma história imperdível que certamente poderá levá- lo de volta `a trabalhar para um grande jornal.

Leo Minosa (Richard Benedict) foi soterrado vivo dentro de uma mina enquanto buscava artefatos indígenas. Chuck vê nesta história a oportunidade que estava buscando desde que foi despedido do seu último emprego por causa do seu problema com o bebida.

Kirk Douglas and Jan Sterling

Kirk Douglas e Jan Sterling

Acompanhado do jovem fotógrafo Herbie Cook (Robert Arthur), Chuck já tem tudo planejado na sua mente para transformar o lugar sagrado indígena onde a mina se encontra num grande circo midiático. Por causa do seu próprio interesse fiduciário ele acaba transformando aquilo que seria um simples resgaste num espetáculo de alcance nacional.

Para que todo seu plano dê certo  ele conta com a ajuda  de Loraine (Jan Sterling) a esposa de Leo e do corrupto xerife local que está de olho na sua reeleição.

A Montanha Dos Setes Abutres dirigida por Billy Wilder é um grande filme mostrando até onde pode chegar a avarice e o total desrespeito de um jornalista a vida humana na sua busca pelo grande furo jornalístico.

A Montanha Dos Sete Abutres

Direção – Billy Wilder

Elenco – Kirk Douglas, Jan Sterling, Richard Benedict, Robert Arthur e Porter Hall

Duração – 1 hora e 51 minutos

Estudio – Paramount