ESTANTE LITERÁRIA – AS TRANFORMAÇÕES DE MALCOLM X

Brother Malcolm X

Meu objetivo final é fazer qualquer contribuição que eu possa em trazer uma completa liberdade, justiça, e igualdade para as pessoas negras neste país. Um completo respeito e reconhecimento como seres humanos. Malcolm X

Contar a vida  de uma das figuras mais controversas e ao mesmo tempo altamente carismática que surgiu nos Estados Unidos num dos períodos mais turbulentos envolvendo a luta da minoria negra relacionada com seus direitos civis, e o que ela representou para a comunidade afroamericana em geral não é uma tarefa fácil.

Manning Marable (1950 – 2011), professor da Universidade Columbia em Nova York foi um dos estudiosos mais respeitados da cultura afroamericana no país. Ele completou antes do seu inesperado falecimento aos 61 anos de idade o que é considerado para os críticos literários em geral a biografia definitiva de Malcolm X.

“Malcolm X: A life of Reinvention” é um estupendo livro que dever ser lido por todos aqueles que desejam saber a atmosfera tóxica que pairava sob a cabeça da comunidade afroamericana particularmente nos estados do Sul. Esta mesma atmosfera, principalmente nos ex Estaddos Confederados, onde  a lembrança da derrota na Guerra Civil ainda era uma presença constante no relacionamento entre negros e brancos.

Se o Norte era um pouco mais tolerante com a comunidade afroamericana(não queimava ou enforcava negros), o mesmo não poderia ser dito em relação ao Sul. Os ex Estados Confederados não escondiam em suas atitudes racistas e supremacistas seu total despreso a uma população que era considerada a causa do rompimento com uma vida onde os brancos eram a raça superior e os negros a raça inferior.

Na história da América do século XX poucas figuras foram tão complexas se autotransformando a cada instante por causa das diferentes situações em que se encontrava o país como Malcolm X. Constantemente reescrevendo sua propria história (escreveu juntamente com o escritor Alex Haley sua autobiografia publicada depois de sua morte em 1965), ele passou de um brilhante aluno no ensino médio, para tranformar-se depois num criminoso, depois um lider mulçumano, depois um grande orador, e finalmente um verdadeiro ícone da estatura do reverendo Martin Luther King, jr. Tudo isto em pouco mais de duas décadas até ser morto aos 39 anos quando falava para uma platéia num salão na parte alta da ilha de Manhattan numa tarde fria de fevereiro de 1965.

A biografia de Malcolm X escrita pelo professor Manning Marable pode ser considerada sem dúvida alguma uma estupenda realização. Ela foi a culminação de anos de pesquisas e uma luta incessante buscando amigos, inimigos e companheiros de viagens de Malcolm X que ficaram calados por décadas. se recusando a falar qualquer coisa sobre ele.

Cheio de informações e revelaões até então guardadas a sete chaves pelo governo norte-americano, o livro apresenta a história completa jamais revelada antes do homem que o ator Ossie Davis chamou famosamente durante sua eulogia “nossa masculinidade negra viva”.

Manning Marable

O autor Manning Marable

Os detalhes da vida do ativista desde de sua morte aos 39 anos na metade do anos 60 estão calcificadas numa narrativa bastante familiar. Sua juventude como deliquente em Boston e depois em Nova York depois que sua família foi desfeita com a morte do pai e a internação da mãe num asilo.

Sua total conversão a religião mulçulmana depois de sair da cadeia, sua ascenção a um posto destacado como militante e defensor da separação entre negros e brancos, e por fim sua trágica separação da religião mulçulma negra levando a sua morte nas mãos deste mesmo grupo.

Esta mesma narrativa já foi contada e recontada em varios livros, entre eles estão “The Man Who changed America”, “The Death And Life Of Malcolm X”, e em filmes como Malcom X do diretor Spike Lee. Há uma gama enorme dos seus discurso e debates disponíveis no youtube. Tudo isto é claro captura sómente uma pequena parte da complexidade do homem.

MartinLutherKing and Malcolm X

Martin Luther King, Jr. ao lado de Malcolm X

Até mesmo sua autobiografia, um documento imprescindível para entender um pouco o momento histórico no qual ela foi escrita, é elusiva, resultado de suas próprias evasões juntamente com os subterfúgios literarios usados por Alex Haley para escrever seu livro. Para entender verdadeiramente Malcolm X, precisamos ir bem mais a fundo para encontrar a fonte de toda sua angústia e raiva misturada a um carisma e um sorriso altamente contagiante para sabermos mais sobre sua trágica morte.

“Malcolm X: A Life Of Reinvention” nos conta uma história panorâmica mostrando os dias sombrios do racismo aberto na América, da ascenção do grupo terrorista Klux Kux Klan no final dos secúlo XIX até a luta pelos direitos civis. Manning Marable busca informações nas profundezas da juventude turbulenta de Malcolm, traçando o ativismo do seu pai, ao Jamaicano Marcus Garvey com seu movimento de volta a África, até sua liderança dentro da religião mulçumana negra, e examinando as energias que o afastavam e ao mesmo tempo o atraiam a lugares que ele jamais imaginava que alcançaria.

Com este livro altamente detalhista podemos finalmente saber a verdadeira história por trás do assassinato de Malcom, uma história de traição e corrupcção que é ao mesmo tempo fascinante, mas também bastante tenebrosa.

Malcom X foi sem dúvida alguma uma das figura mais importantes e controversa dos Estados Unidos. O livro de Manning Marable faz justiça a um  homem que pagou com a própria vida porque resolveu acreditar que poderia haver uma irmandade entre negros e brancos na América desde que ambos se sentassem a mesa para uma conversa franca, sincera, e honesta.

Malcolm X: A Life Of Reinvention

Manning Marable

Editora – Viking

Páginas – 487

 

 

 

 

ARTE – O MODELO NEGRO NA ARTE FRANCESA

Posing Modernity

Pintura de Frédéric Bazille, jovem mulher com peônias

 

A galeria de arte Wallach em parceria  com a universidade Columbia de Nova York está apresentando uma exposição que sem dúvida alguma pode ser considerada o “Blockbuster” desta temporada de festas de final de ano. “Posing Modernity: The Black Model From Manet And Matisse To Today”, tem como proposta mostrar aos visitantes que a mudança na representação da figura negra tem sido central no desenvolvimento do modernismo desde Olympia (1863) até o presente. A exposição começa com a consideração do papel de Laure, a modelo negra de Olympia, e os modelos negros nos trabalhos dos contemporâneos de Manet incluindo Frédéric Bazille, Edgar DEgas, Nadar, e Jean-Bapstite Carpeaux.

Através destes explêndidos trabalhos, esta exposição traz a vista pequenas conexões pouco conhecidas entre os círculos “avant-garde” de Paris do século XIX e a comunidade de negros parisienses livres do pós abolição.

Black Models

 Posando para a modernidade – O modelo negro de Manet à Matisse.

“Posing Modernity” traça também o impacto da reconsideração de Manet com os modelos negros dentro do século XX entre o oceano Atlântico e Nova York, onde Henry Matisse visitou os clubes de Jazz no Harlem, para criar depois retratos de dançarinas negras como icônes da beleza moderna.

Esta magnífica exposição coloca estes e outros trabalhos de Matisse em diálogos com o estilo de retrato do “New Negro” entre um grupo heterôgeneo de artistas do Harlem Renaissance (Renascênça do Harlem) entre os quais estão, Charles Alston, William H. Johnson e Laura Wheeler Waring –  que desafiaram os esteriótipos raciais.

“Posing Modernity” termina com um olhar no legado de Manet e Matisse visto em trabalhos de artistas mais contemporâneos que vão desde Romare Bearden até Mickalene Thomas.

Posing Modernity: The Black Model from Manet and Matisse to Today

Wallach Art Galery

615 West 129 Street (enter on west 125 Street, just west of Broadway)

24/10/2018 a 10/02/2019

 

https://wallach.columbia.edu/exhibitions/posing-modernity-black-model-manet-and-matisse-today