A MACULADA IGREJA CATÓLICA NOS EUA.

Catholic Church

A imundice dos mais de 300 representantes de Deus na Terra, acusados de abusos sexuais, ficou escondida sob o manto sujo da igreja Católica na Pennsylvania durante um longO período de 70 anos.

Segundo reportagem publicada pelo periódico The New York Times em 2018, Bispos e Padres usaram da influência do púlpito e do poder da igreja para convencerem as vítimas a não pedirem qualquer tipo de ajuda, e pressionaram a polícia a não inverstigar os suspeitos de abuso sexual.

De acordo com um relatório publicado pelas autoridades no Estado de Pittsburgh, mais de 1000 vítimas foram identificadas. Este é sem sombra de dúvida o maior caso de abuso sexual envolvendo a igreja Católica nos Estados Unidos.

O relatório cita ainda casos como o de um padre que estuprou uma adolescente no hospital depois dela ter operado das amígdalas. Outra vítima foi amarrada e chicoteada com uma tira de couro. Um padre continuou na igreja  mesmo depois de engravidar uma adolescente e providenciar pelo seu aborto.

Desde que as primeiras acusações contra a igreja Católica surgiram há 17 anos nos Estados Unidos, o arcabouço moral da instituição ficou duramente maculado. Mesmo pagando bilhões de doláres as milhares de vítimas e investindo em programas de prevenção contra abusos, a igreja vem tentando escapar dos escândalos que últimamente alcançaram a alta hierarquia.

Bishops

Apesar das reformas internas, lideres individuais dentro das igrejas escaparam ilesos de qualquer responsabilidade perante a opinião pública. “Padres estupraram meninos e meninas e os homens de Deus que supostamente eram responsáveis por eles, não somente não fizeram nada, eles escoderam os abusos por décadas”.

O relatório afirma ainda que apesar do afastamento de alguns membros do clero, seus superiores não somente os protegeram como seguiram nos seus cargos e foram promovidos.

O relatório provavelmente não levará a novos indiciamentos por causa da prescrição dos crimes. De acordo com as leis no estado, o prazo foi expirado. Numa declaração em conjunto, os bispos da Pennsylvania pediram por orações para as milhares de vítimas e para a igreja Católica, prometendo uma maior abertura, dizendo que medidas institucionalizadas em anos recentes já começaram a surtir os efeitos desejados tornando a igreja mais segura.

A Assembléia Legislativa da Pennsylvania por enquanto tem recusado a mudar o prazo de prescrição por crimes, o que limita as vítimas que eram ainda crianças de entrarem com um processo depois que eles completaram 30 anos. Para muitas das vítimas foram anos até eles tomarem coragem para falar sobre os abusos quando a lei ainda permitia os processos.

O relatório diz que uma das vítimas que testemunhou para o grande juri tentou cometer suicídio durante a deliberação do juiz.

“Da cama do hospital, ele pediu “que terminenamos nosso trabalho e digam ao mundo o que realmente aconteceu”, escreveu o grande juri no relatório./NYT