CULTURA – McMáfia, o mundo do crime financeiro em Londres.

McMafia

O Mundo do crime fianceiro virou uma grande marca global com seu proprio logo. É isto que aprendemos assistindo a nova série McMáfia baseada no livro homônimo do escritor britânico, Misha Glenny. O livro best-seller foi tranformado em uma mini série e tem sua estréia programada no canal a cabo AMC para o dia 26 deste mês.

O termo foi   desenvolvido pelo escritor para definir a natureza quase franqueada dos crimes corporativos do século XXI.

A nova série tem como protagonista Alex Goodman (Alex Norton) no papel de um alto executivo financeiro judeu-russo que para cobrir seu enorme buraco financeiro começa a lavar seu dinheiro sujo. Seus problemas financeiros pioram quando entra num acordo com  um israelita viciado em heroína e fraficante de mulheress nas horas livres.

Apesar de críticas vindo de uma ONG judáica acusando a série de anti-semitismo, e da embaixada russa em Londres dizer que os crimes financeiros cometidos por russos no Reino-Unido seguem abaixo da média nacional, McMafia tem atraído considerável burburinho e tem tudo para fazer sucesso nos EUA.

Para ser justo, a nova série mostra criminosos do México, Índia, Egito, e República Checa, entre outros. “É um absurdo pensar que há qualquer tipo de agenda contra este ou aquele grupo étnico”, disse Hossein Amini, um dos roteiristas da série. “O centro das atividades criminais é Londres. Por isto existe existe esta ligação internacional com o sistema financeiro”.

“Morando em Londres você sente como a cidade mudou sua economia para a área de serviços”, disse James Watkin, o diretor de McMáfia. “As pessoas vem para Londres de todas as partes do planeta. Tanto para lavarem seu dinheiro, como para lavarem suas reputações”.

McMáfia