SUPLEMENTO NUTRICIONAL

VITAMINA

O ENGODO DAS VITAMINAS

A influente indústria dos suplementos nutricionais nos Estados Unidos tem uma receita anual com suas vendas de aproximadamente US$37 milhões. O sucesso desta astronômica arrecadação pode ser creditado em parte as celebridades como a atriz Jennifer Aniston que engole as pílulas aos montões.

Ela não é a única. A celebridade Khloe Kardashian segue o mesmo caminho dos ratos falando dos benefícios das vitaminas. Outra celebridade neste filão é a atriz Gwyneth Patrow. O ano passado ela lançou uma série de protocolos de vitaminas ao preço de US$20 dolares por unidade.

De acordo com o profissionais da sáude no país, essas chamadas vitaminas complementares não ajudam em nada sua saúde. Estes chamados complementos não previnem doenças crônicas. Portanto, o  uso delas não é justificável e deveriam ser evitadas declarou um grupo de renomado médicos em editorial publicado em 2014 no “Anais da Medicina Interna”.

Diferentemente de outros remédios, o FDA (Food And Drug Administration), orgão que regualmenta  a indústria farmacêutica, não tem nenhum regulamente relacionado as vitaminas. Tudo fica a criterio das pseudo propagandas e dos consumidores.

“Nós usamos vitamos como uma apólice de seguro contra qualquer coisa que comemos (ou não). Como se confessando de outros pecados nutricionais, as vitaminas poderiam acabar nos salvando,” escreveu a jornalista Catherine Price no seu livro “Vitamania”.

Seguidos estudos afirmam que estes suplementos nao ajudam em nada a longetividade, e é bem fácil tomar uma “overdose” de vitaminas.

Os médicos continuam afirmando que o melhor remédio para o bem estar e saúde continua sendo comer mais frutas, legumes, vegetais, e fazer exercícios regularmente. As vitaminas devem ser ingeridas sómente sob recomendação médica.