SIMBOLOS SULISTAS NOS EUA.

Estatuas representando os Estados confederados durante a guerra civil nos EUA(1961-1965) simbolizam nao somente a tentativa de separacao que levou o pais a uma guerra civil, mas tambem a instituicao da escravidao.

Juntamente com bandeiras, bottons, pistolas, uniformes confederados, etc., as estatuas sempre foram criticadas abertamente pelos afroamericanos pelo que elas representam para a comunidade afroamericana, especialmente no sul dos EUA.

Desde 2015, depois que um jovem branco entrou numa igreja Batista na Carolina do Sul e assassinou a sangue frio 9 paroquianos as estatuas representando os militares confederados estao sendo retiradas dos espacos publicos.

Os defensores destes simbolos confederados dizem  que estes simbolos  representam a verdadeira historia sulista e merecem nao somente serem reverenciados, mas tambem mantidos em seus respectivos lugares publicos.

Seus criticos por sua vez afirmam que estes simbolos representam o passado racista dos EUA e tambem os estados a favor da instituicao da escravidao. Por  esta razao devem ser retirados dos espacos publicos.

Recentemente em Charlottevile, na Virginia, um grupo de pessoas representando a organizacao KKK(Klux Klux Klan) berravam “PODER BRANCO” prostestando contra a remocao da estatua homenageando o general confederado Robert E. Lee.

A figura de bronze do general montado em seu cavalo, Viajante, no topo de um pedestal de granito foi colocada ha quase cem anos na cidade de Charlotteville. Apesar de toda sua imponencia, Robert E Lee certarmente defendeu nao somente a escravidao, mas tambem a inferioridade intelectual dos negros.